Quinta, 9 de julho de 2020 • 17 Tammuz 5780  • י"ז תמוז  ה' תש"ף

This item has pictures for men.

JUDAÍSMO: Por Que Algumas Pessoas Morrem Tão Jovens?

Print  PDF

JUDAÍSMO: Por Que Algumas Pessoas Morrem Tão Jovens?

Pergunta: Não entendo. Por que os bons morrem jovens? Perdi um amigo que era a melhor pessoa que eu conheci. E posso ver muitas pessoas não tão boas assim que estão vivendo. Onde está a justiça?


Por Que Alguns Morrem tão Jovens?


Por Aron Moss - Fonte: Newsletter Beit Lubavitch RJ com fonte em www. chabad.org.br

Pergunta:
Não entendo. Por que os bons morrem jovens? Perdi um amigo que era a melhor pessoa que eu conheci. E posso ver muitas pessoas não tão boas assim que estão vivendo. Onde está a justiça?

Resposta:

Deixe-me lhe contar uma história.

Houve certa vez um grande debate no céu. Era sobre a mais linda e preciosa alma nova que D'us tinha criado.
Os anjos debatiam sobre o que deveria ser feito com essa alma. Um grupo de anjos exigia que a alma ficasse no céu. “Ela é pura demais, sagrada demais para enfrentar a feiura do mundo inferior,” diziam eles. “Quem sabe o que acontecerá a ela num mundo de tentação e mal. Esta alma deve ficar aqui conosco.”
Mas o outro grupo de anjos falava exatamente o oposto. “Na verdade essa alma reluz com um brilho Divino singular. Porém por este mesmo motivo ela deve descer à terra. Pois imagine a beleza e a bondade que essa alma pode levar a um mundo obscuro. Que bem há em manter uma alma assim no céu? Que ela desça à terra e que sua luz brilhe ali.”

E assim eles discutiram, cada lado inabalável em seu ponto de vista. Até que ficou claro que eles não podiam resolver o problema por si mesmos, precisavam de uma Autoridade superior. O caso foi levado a D'us Todo Podeoso. Os anjos declararam seus argumentos perante a corte celestial. D'us ouviu as duas opiniões – o primeiro grupo de anjos dizendo que essa alma imaculada é sagrada demais para ser levada ao mundo inferior, o segundo dizendo que o mundo precisa dessas almas mais do que qualquer outra coisa.

E esta foi a resposta de D'us:

“Na verdade, é triste enviar uma alma tão imaculada a um mundo tão escuro. Mas esta é a Minha vontade. Eu criei as trevas somente para que almas como essa pudessem transformar escuridão em luz. Todo o objetivo da criação foi que o mundo inferior fosse refinado pelas boas ações dos seres humanos mortais. Isso não pode ser feito por almas no céu. Somente pode ser atingido através de almas em corpos. E portanto até essa alma mais perfeita e pura deve descer à terra.”

O primeiro grupo de anjos, que pedia que a alma continuasse no céu, ficou desapontado. Não podiam entender como um ser tão espiritual poderia sobreviver num mundo tão físico. D'us voltou-Se para eles e disse: “Quanto ao seu pedido para manter essa alma aqui, vou concedê-lo parcialmente. Embora ela deva nos deixar e descer à terra, não demorará muito até ela voltar para nós. Sua jornada na terra será breve. Uma alma tão brilhante não precisa muito tempo para cumprir sua missão. Logo ela estará livre para voltar ao céu.”

D'us então voltou-Se para o segundo grupo e perguntou: “Estão satisfeitos com isso? Aceitam que essa alma somente possa permanecer na terra por um tempo limitado?”

Os anjos responderam: “Sim, aceitamos. Cada dia que ela estiver na terra é uma bênção.”

Quando um ente querido morre, sentimos ter perdido algo precioso. Somos deixados com um vácuo em nosso coração, e muitas vezes nos perguntamos por que eles foram tirados de nós. Mas ao mesmo tempo podemos ser gratos pelo próprio fato de que eles foram dados para nós. Somos abençoados por ter almas tão belas em nossa vida. O mundo é privilegiado por ter hóspedes tão celestiais descendo à terra. E mesmo que possa ser apenas por pouco tempo, teremos aproveitado o que pudemos.

Com o tempo todas as almas serão reunidas. Enquanto isso, vamos ser gratos pelo presente de todos os dias.

Rabi Aron Moss ensina Cabalá, Talmud e Judaísmo prático em Sydney, Austrália, e contribui com Chabad.org


click image to enlarge

Comentários

Para comentar, você deve estar registrado em Login

Não há comentários aprovados até o momento

Avaliação

  Be the first to rate!

Recomende a um amigo
Bookmark and Share